4.ª edição do Orçamento Participativo de Arouca arrancou com submissão de propostas online

Arrancou no passado dia 8 de março, com a submissão de propostas online, a 4.ª edição do Orçamento Participativo de Arouca (OPA). O Município de Arouca volta a afetar 60 mil euros do orçamento municipal (20 mil euros, no máximo, por projeto) para esta dinâmica de gestão municipal, que segundo a autarquia “pretende dar voz aos cidadãos do concelho, desafiando-os a apresentar ideias para o desenvolvimento da comunidade em que estão inseridos”.

As propostas devem ser submetidas em https://orcamentoparticipativo.cm-arouca.pt/ até 7 de abril, estando a votação online para eleger o projeto que passará à fase de análise técnica agendada de 8 a 21 de abril.

À submissão de propostas online seguir-se-á a recolha presencial feita nos já conhecidos Encontros Participativos, que vão decorrer nos meses de abril e maio, em datas e locais a divulgar oportunamente. As propostas serão depois submetidas a análise técnica para definir aquelas que seguirão para a fase de votação pública. Os projetos vencedores serão executados pela Câmara Municipal em 2025.

“O Orçamento Participativo de Arouca tem atraído um número crescente de participantes e tem-se afirmado como um instrumento fundamental para reforçar a participação informada, ativa e responsável dos munícipes nos processos de governação local, incentivando o diálogo entre eleitos, técnicos municipais e cidadãos na procura das melhores soluções para os problemas locais de acordo com os recursos disponíveis”, afirma a presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, apelando também “à participação dos arouquenses”.

Realizando-se pelo quarto ano consecutivo, o OPA pretende “promover e reforçar a participação ativa” e o envolvimento da comunidade local no planeamento e desenvolvimento da região, contribuir para a educação cívica, permitindo aos munícipes integrar as suas preocupações pessoais para o bem comum, compreender a complexidade dos problemas e desenvolver atitudes, competências e práticas de participação e aumentar a transparência da atividade da autarquia, contribuindo para reforçar a qualidade da democracia.

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também