Depois da tempestade, veio a tranquilidade arouquense (3-2)

O Arouca recebeu e venceu o Famalicão, num jogo que se iniciou com uma forte chuvada que, de certa forma, condicionou a partida. Fortes foram também os duelos travados entre os jogadores, num jogo de nervos à flor da pele.

A primeira parte iniciou-se com ascendente famalicense, que solicitou Jhonder Cádiz. O ponta de lança venezuelano disse presente ao minuto cinco, mas o vídeo-árbitro anulou o golo. O lance foi totalmente regular, exceto no desfecho, onde o ponta de lança do Famalicão cabeceou contra a sua mão. Se aos seis minutos o golo não contou, seis minutos depois o desfecho foi outro. Na sequência de uma bela troca entre Sorriso e Cadiz, o mesmo protagonista do lance anterior marcou mesmo.

Após essa tempestade, veio a tranquilidade arouquense. Com processos simples e muita qualidade, os Lobos de Arouca atacaram a sua presa, aproveitando da melhor forma as debilidades defensivas do Famalicão. Numa jogada pela esquerda aos 33 minutos, Rafa Mujica assistiu Morlaye Sylla. O guineense, sem qualquer pressão, colocou tranquilamente a bola junto ao poste esquerdo, deixando Luis Junior pregado ao relvado. Já perto do intervalo, foi a vez de Cristo fazer o gosto ao pé. Pelo mesmo flanco do primeiro golo, Jason Remeseiro associou-se com Cristo González para fazerem o segundo golo.

Não satisfeitos com o resultado, os comandados de João Pedro Sousa entraram nos segundos 45 minutos replicando a sua entrada forte. Zaydou Youssouf tentou marcar, não conseguindo fazê-lo com a eficácia necessária. Teve sim essa eficácia ao assistir Gustavo Sá. O jovem médio português contou com a ajuda de Robson Bambu, que desviou a bola, traindo Arruabarrena. Ao sofrer este golo, repetiu-se também a cantiga arouquense da reação. David Simão, desde o meio campo, colocou a bola com conta, peso e medida na entrada da área onde estava Mujica. Com a ajuda de Mihaj, a bola chegou aos pés do espanhol que voltou a fazer o gosto ao pé. Décimo quarto golo na Liga e o sexto nos últimos seis jogos.

Até ao final da partida, não houve mais golos nem oportunidades de verdadeiro perigo, contudo o VAR interveio em duas situações idênticas: na primeira, Luís Godinho reverteu um cartão vermelho a Montero. Na segunda, veio da cabine do VAR com o vermelho na mão para admoestar Puma.

Suplentes Arouca:

Valido(GR), M.Rocha, Milovanov, Hamache (DF), Busquets, P.Moreira,(MD), Trezza, Puche, Lawal (AT)

Ficaram de fora Kouassi e Vitinho (lesão), B.Michel, Quaresma, Thiago, Moses, Galovic (opção)

Suplentes Famalicão:  

Zlobin(GR), Riccieli, Aguirregabiria, (DF), J.Neto (MD), H.Araújo, Puma, T.Fonseca, O.Aranda, F.Danho (AT)

Substituições Arouca:

78 – Saem Mujica e Jason, entram Busquets e Trezza

88 – Saem D.Simão e Sylla, entram P.Moreira e Lawal

90+5 – Sai Cristo, entra Puche

Substituições Famalicão:

71 – Saem Mihaj e Chiquinho, entram Riccieli e Puma

78 – Sai Lacoux, entra F.Danho

83 – Sai Sorriso, entra Aranda

Arbitragem:

Luís Godinho, R.Teixeira, G.V.Freire e D.Rosa. No VAR, Bruno Esteves e D.Pereira.

Disciplina Arouca:

Cartão amarelo a Jason (44) e Mujica (54)

Disciplina Famalicão:

Cartão amarelo a Z.Youssouf (38), Sorriso (44), Mihaj (61), Riccieli (75), Cádiz (86) e Aranda (90+9). Cartão vermelho a Puma (90+4)

Conferência de imprensa:

João.P.Sousa (Famalicão) – “Um jogo competitivo e difícil par nós. Entramos bem no jogo, controlamos o jogo e acabamos por marcar. Depois, reagimos mal ao nosso golo, retraímo-nos, não conseguimos ficar com a bola, optamos sempre por jogar longo e muitas vezes não havia essa necessidade. O adversário reagiu bem e nós reagimos negativamente.”

Daniel Sousa (Arouca) – “Jogo extremamente difícil, pelas condições, pela qualidade do adversário. A equipa esteve muito competente, a defender a área, nos duelos e a pressionar também. O mérito é todos deles (jogadores). Isto é do carácter dos jogadores que estão em campo, esta equipa já mostrou antes esta capacidade. Isso sempre lá esteve e manifestou-se mais uma vez.”

Foto: Liga Portugal

Simão Duarte

sobre o autor
Simão Duarte
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também