Trabalho vitoriano venceu pragmatismo arouquense (2-1)

Arouquenses terminam a primeira volta um ponto acima da linha de água

No último jogo da primeira volta da Liga, o Arouca foi ao Estádio D.Afonso Henriques perder por 2-1. Os Lobos de Arouca até começaram cedo a ganhar, mas a equipa do Vitória de Guimarães deu a volta.

Relativamente à jornada anterior, a única mudança nos onzes das duas equipas foi no Arouca: Matías Rocha substituiu Galovic a minutos do início do jogo.

A partida começou com uma entrada forte dos vitorianos, que foram circundando a baliza do Arouca, mas na primeira oportunidade dos arouquenses, uma transição bem executada acabou finalizada por Jason, que inaugurou o marcador logo aos oito minutos.

Ainda no primeiro quarto de hora, surgiram duas situações na cara de Bruno Varela, mas Sylla e Cristo não conseguiram direcionar os remates. A equipa do Vitória ia tendo o domínio da bola e também das oportunidades, que ia sendo consecutivamente bloqueadas pela muralha defensiva arouquense. A muralha ruiu ao minuto 45, quando Arrubarrena, numa saída mal calculada, facilitou a vida a Jota Silva, que só teve de o ultrapassar e empatar a partida.

O pendor dominante dos da casa manteve-se durante a segunda parte, com o Arouca a aparecer com perigo pontualmente, explorando os espaços na defesa vitoriana. O VAR anulou dois golos à equipa treinada por Daniel Sousa, em decisões que causaram bastantes dúvidas. Quem marcou mesmo foi o Vitória, numa jogada de génio de Nuno Santos. O médio fez o que quis da defesa do Arouca e assistiu André Silva, antigo jogador dos Lobos, para o 2-1 final.

Até ao final, o Arouca pouco conseguiu fazer, muito graças à solidez defensiva da equipa da casa, que não deu qualquer espaço que pudesse ser explorado. Concluída que está a última jornada da primeira volta, o Arouca está neste momento em décimo quarto lugar, apenas dois lugares acima dos de descida.

Suplentes Arouca:

Thiago (GR), Weverson (DF), Vitinho, P.Santos (MD) Bukia, Michel, Trezza, Lawal(AT)

Ficaram de fora Quaresma, P.Moreira, R.Fernandes, Hamache (lesionados), Valido, Puche, Moses (opção) e Galovic (aparente lesão no aquecimento)

Suplentes Vitória:

Charles (GR), M.Silva, Maga, Zé Carlos, A.Freitas (DF), J.Mendes, D. Silva (MD), N.Luz, Butzke (AT)

Substituições Arouca:

72 – Sai Jason, entra Bukia.

85 – Saem Milovanov e Sylla, entram Lawal e Trezza

Substituições Vitória:

72 – Saem B.Gaspar e N.Santos, entram Maga e J.Mendes

86 – Saem Jota e T.Silva, entram Zé Carlos e D.Silva

95 – Sai A.Silva, entra Butzke

Arbitragem:

Gustavo Correia, I. Pereira, L. Costa, R. Lima. No VAR, L. Ferreira e C. Campos

Disciplina Arouca:

Cartão amarelo a Montero (31), Jason (40) e Trezza (93)

Disciplina Vitória:

Sem cartões

Conferência de imprensa:

Daniel Sousa (Arouca) – “Foi uma primeira parte que até foi dividida, conseguimos criar, para além do golo, mais duas situações, pelo menos, claras de golo. Na segunda parte, também conseguimos criar algumas situações claras de golo. Relativamente aos últimos minutos, obviamente que se calhar faltou ali um bocadinho de discernimento na decisão. Por querer fazer as coisas, por vezes perde-se aquele discernimento que é necessário.“

Álvaro Pacheco (V.Guimarães) – “Três grandes equipas e sabíamos que íamos defrontar um Arouca muito forte, que tem vindo a crescer. Nós sabíamos que para ultrapassar o Arouca tínhamos que ser Vitória, entrar agressivos, corajosos.”

 

Foto: FCArouca

Simão Duarte

sobre o autor
Simão Duarte
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também