Daniel Sousa “Queremos ir à fase seguinte”

Daniel Sousa mostrou-se bastante contente hoje, na conferência de imprensa de antevisão da partida de amanhã frente ao Vizela, em jogo para a Taça de Portugal. Depois de vencer o Boavista, em jogo que foi a penalties, o Arouca amanhã tem deslocação complicada a Vizela.

Mesmo com a mudança de treinador (Rubén de la Barrera substituiu Pablo Villar no comando dos vizelenses), Daniel Sousa deixou rasgados elogios ao adversário. No histórico de confrontos entre os dois clubes, é o Arouca quem sai a ganhar: em sete jogos, registam-se duas vitórias do Vizela, dois empates e três vitórias arouquenses.

Isto no total, já quando o Arouca visita o Estádio do Futebol Clube de Vizela, nos quatro jogos lá jogados, o rei é o empate: nos quatro jogos, foram dois empates e uma vitória para cada lado.

Estes foram alguns dos temas abordados na conferência.

– Os jogos da Taça, sendo a eliminar, faz com que haja maior pressão e calculismo?

«Obviamente que tem um cariz diferente este jogo por ser a eliminar, mas não acresce nada de calculismo, de alguma contenção, de alguma precaução. Vai ser mais um jogo em que temos de pôr em prática aquilo que têm sido os nossos comportamentos habituais, porque faz parte do nosso processo. Os jogos é que vêm validar aquilo que é o nosso processo.

– O que lhe parece este Vizela?

“O Vizela tem novo treinador, ideias diferentes. Ainda que sejam treinadores de uma escola diferenciada daquilo que é a nossa escola de treinadores, a escola portuguesa, são dois treinadores. Este que vem, vem um bocadinho no seguimento do treinador que estava, espanhol, mas com ideias manifestamente distintas. Com uma organização de jogo distinta, tem algumas dinâmicas parecidas com o Brighton (da Premier League, primeira liga inglesa), em termos de construção e de organização de jogo. É interessante ver uma equipa da Primeira Liga aplicar essas ideias. Vai apresentar uma série de problemas diferentes, que vamos ter que responder de uma forma parecida com aquilo que temos feito nos outros jogos”.

– Haverá mudanças na equipa?

“É possível, não pela perspetiva de rotação, porque isto é perigoso. A Taça e a forma como encaramos a Taça é uma forma muito realista e nós queremos ir à fase seguinte. Para ir à fase seguinte, nós temos sempre que pôr o melhor onze em campo, o que não quer dizer que o que joga é sempre o melhor, mas há sempre soluções e as soluções têm que ser sempre bastante viáveis e bastante confiantes naquilo que podem acrescentar ao jogo. Obviamente que sendo um jogo de Taça e a meio da semana, poderão haver alterações.”

De fora do encontro de amanhã estarão Rafael Fernandes, Pedro Moreira, Quaresma e Uri Busquets por lesão e existem ainda outros jogadores que poderão não jogar (um deles é Vitinho, situação que Daniel Sousa disse que ainda seria avaliada no treino da tarde). Hamache também estará de fora, pois falta o certificado necessário.

Os bilhetes para o jogo são exclusivamente vendidos na bilheteira do Vizela: cinco euros para sócios, dez para restantes. O jogo começa às oito da noite (20 horas) e terá transmissão televisiva no Canal 11.

Foto: Sofia Brandão

Simão Duarte

sobre o autor
Simão Duarte
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também