Benfica vence por três golos um Arouca ousado (0-3)

Daniel Sousa sofre a primeira derrota ao comando do Arouca

O Arouca recebeu, no passado dia 6, o Benfica, tendo perdido por 0-3. Num jogo com muita ousadia arouquense, as águias mostraram-se inspiradas pela memória de Eusébio, cujo nome traziam nas suas camisolas.

Arouca e Benfica entraram em campo fiéis às escolhas habituais dos seus treinadores, e não foi só no papel que isso se verificou. O Arouca jogou contra o Benfica exatamente da mesma forma que o fez com todas as equipas com que jogou, desde a chegada de Daniel Sousa: apresentou-se com o bloco subido e a fazer pressão à saída de bola do Benfica. Di Maria, que fez um jogão, foi procurando Rafa e Arthur Cabral nas costas da defensiva arouquense, mas aos 15 e aos 30 minutos, a linha defensiva do Arouca colocou-os em fora de jogo. Começava-se a ver que, devido à qualidade superior do Benfica, era só uma questão de tempo até haver uma dessas bolas a encontrar um jogador em posição legal. E assim foi aos 38 minutos, quando Rafa encarou Arruabarrena, que num primeiro momento defende, mas nada pode fazer no ressalto. O Benfica foi para o intervalo a vencer, mas podia muito bem ter ido empatado, quando aos 40, Trubin foi enorme perante Mujica e Cristo falhou clamorosamente. No primeiro minuto de compensação, Cristo até marcou, mas o lance foi anulado por fora de jogo. Assim se resume a primeira parte: jogo muito equilibrado, com ambas as equipas a esforçarem-se bastante em ferir o adversário.

Se o Arouca esteve bem no fim da primeira parte, o mesmo não se pode dizer do início da segunda parte. Logo aos 47, Di Maria volta a encontrar Rafa nas costas da defesa, Arruabarrena sai, mas o avançado do Benfica teve tempo e espaço para passar para Kokcu, que só teve de encostar. O VAR analisou o lance, mas validou-o. O golo abalou e de que maneira a equipa do Arouca, que mesmo tendo tentado reverter a situação, fê-lo sempre muito timidamente. Até ao fim, as melhores oportunidades são do Benfica, das quais se destaca a tentativa de Di Maria em surpreender Arruabarrena ao minuto 82 e o belíssimo golo de Petar Musa, no decorrer do minuto 84.

Na sua globalidade, foi um jogo em que o Arouca tentou ao máximo bater-se de igual para com o Benfica, acabando até com mais posse de bola que o Benfica (52% do Arouca para 48% do Benfica) e o mesmo número de remates (11 para cada equipa), mas a qualidade superior do Benfica prevaleceu. Assim, o Arouca desceu para décimo terceiro, mantendo os seus 16 pontos e o Benfica reduziu a distância com o Sporting para apenas um ponto.

Suplentes Arouca:

Thiago (GR), M.Rocha(DF), Moses, P.Santos, (MD) Bukia, Michel, Trezza, Puche, Lawal(AT)

Ficaram de fora Quaresma, Weverson, R,Fernandes, Busquets e P.Moreira (lesionados), Valido, Vitinho e Hamache (opção)

Suplentes Benfica:

S.Soares (GR), T.Araújo, Jurasek, Bajrami (DF),  Florentino, Chiquinho, (MD), Musa, T.Gouveia, Guedes  (AT)

Substituições Arouca:

73 – Saem Mujica e Jason, entram Michel e Bukia.

80 – Sai Kouassi, entra P.Santos.

84 – Sai Sylla, entra Trezza.

Substituições Benfica:

72 – Sai A.Cabral, entra Musa

78 – Sai J.Mário, entra Florentino

86 – Saem Di Maria, Aursnes e Rafa, entram Guedes, T.Araújo e T.Gouveia.

Arbitragem:

Fábio Veríssimo, P.Martins, H.Marques e F.Duarte. No VAR, Tiago Martins e H.Ribeiro.

Disciplina Arouca:

Cartão amarelo a Montero (13) e Kouassi (76)

Disciplina Benfica:

Cartão amarelo a A.Cabral (72) e Florentino (79)

Conferência de imprensa:

Daniel Sousa (Arouca) – “Acho que este resultado não se ajusta àquilo que aconteceu. Na primeira parte estivemos claramente melhor, não melhor que o Benfica, mas em relação ao nosso jogo total. O golo sofrido no início da segunda parte mexeu com a parte emocional”

Roger Schmidt (Benfica) – “Fizemos bem as coisas. Foi decisiva a forma como iniciamos a segunda parte do jogo. Revelámos toda a atenção e fomos diretos para resolver o jogo. Não foi fácil, neste relvado, para as duas equipas. O Arouca jogou muito bem, esteve muito compacto”.

 

 

Foto: FCArouca

Simão Duarte

sobre o autor
Simão Duarte
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também