Cuidados com o frio

O Inverno teve o seu início a 22 de dezembro e com ele chegaram as temperaturas baixas. A Direção Geral de Saúde (DGS) promove desde 2004 a operacionalização de Planos de Contingência com o objetivo de acautelar e reduzir os potenciais efeitos do frio extremo na saúde da população, numa perspetiva de proteção dos mais vulneráveis e promoção da equidade em saúde.

O Plano de Contingência para a Resposta Sazonal em Saúde – Inverno encontra-se em vigor entre 01 de outubro de 2023 e 30 de abril de 2024, a DGS emitiu recomendações para a população em geral relacionadas com as vagas de frio, nomeadamente: verificar os equipamentos de aquecimento doméstico antes do inicio da sua utilização, promover a limpeza das chaminés das lareiras, é desaconselhado o uso de fogareiros a carvão, verificar ainda a necessidade de botijas de gás suplementares; proceder ao arejamento dos espaços abrindo diariamente as janelas/portas evitando a acumulação de gases, tentar, dentro do possível, manter a temperatura da habitação entre 19ºC e 22ºC, se houver previsão meteorológica de período de muito frio ou neve, proceder ao armazenamento de comida e outros bens para alguns dias, verificar se tem medicação suficiente no domicilio e finalmente ter atenção ao uso de botijas de água quente pelo risco de queimaduras; relativamente ao vestuário usar várias camadas de roupa, de preferência  largas (facilitam a circulação sanguínea), de algodão e fibras naturais, proteger as extremidades com luvas, gorros e calçado adequado; quanto à alimentação ingerir sopas e bebidas quentes, é contraindicado o consumo de bebidas alcoólicas; é aconselhada a manutenção da prática de exercício físico, pois a produção de calor é aumentada e promove a circulação do sangue, no entanto não deve ser intenso ou ao ar livre, proceder à remoção da roupa transpirada assim que possível evitando arrefecer ainda com ela vestida e manter a hidratação durante o exercício.

No caso de viagens de automóveis previna-se para a possibilidade de ficar bloqueado na estrada, é recomendado o transporte no carro roupas quentes, mantas, comida e bebida quentes, levar um mapa e havendo possibilidade, deve viajar acompanhado. Com condições meteorológicas adversas adeque a condução.

Deve ser prestada particular atenção a familiares, amigos ou vizinhos que residam sozinhos.

Em caso de doença não urgente o primeiro contato com o SNS deve ser preferencialmente através do Centro de Contato do SNS conhecido por SNS 24 (808 24 24 24) que através do serviço de triagem, aconselhamento e encaminhamento é responsável por avaliar e orientar os cidadãos perante um problema de saúde não emergente (p.ex: tosse ou febre). De acordo com os dados recolhidos através do contato telefónico é realizada a triagem adequada à situação clínica e o encaminhamento para o nível de cuidados respetivo – autocuidados, cuidados de saúde primários, serviço de urgência, INEM ou Centro de Informação antivenenos.

A correta utilização do SNS é um exercício de cidadania, com o recurso a este meio (SNS24) minimiza-se a probabilidade de transmissão de infeções para o próprio e para os outros, agiliza-se a resposta adequada, potenciando recursos e evitando a sua sobrecarga.

sobre o autor
uccarouca uccarouca
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também