Pacto “Escola + Eficiente, Escola + Responsável” com resultados positivos no primeiro ano

No ano letivo 2022/2023, seis escolas do 1.º ciclo e jardins-de-infância (JI) de Arouca atingiram a redução mínima de 5% no consumo global de energia e água que estava estipulada no Pacto “Escola + Eficiente, Escola + Responsável”, um projeto municipal de educação ambiental implementado nas 13 escolas e JI do concelho com o objetivo de sensibilizar para uma utilização racional e eficiente da água e da eletricidade, promovendo a alteração de hábitos de utilização e de consumo.

A EB1 de Ponte de Telhe (Moldes) foi a que alcançou a maior redução de consumos (-47%). Por esse motivo, será premiada com 1000 € para a aquisição de material didático para a escola. Logo a seguir ficaram o polo escolar de Canelas (-46%), o jardim-de-infância de Belece, em S. Miguel do Mato (-43%), a EB1 e JI de Serra de Vila, em Mansores (-29%), o Polo Escolar de Rossas (-19%) e a EB1 e JI de Paços, em Moldes (-13%). Como também atingiram o objetivo do Pacto neste ano letivo, ou seja, uma redução mínima de 5%, serão premiadas com kits pedagógicos no valor de 150€.

A estes estabelecimentos de ensino juntam-se outras cinco escolas que, embora não tenham conseguido atingir o estabelecido no Pacto, conseguiram reduzir os consumos de energia: Alvarenga, Chave, Escariz, Boavista e Arouca.

A vereadora com o pelouro da Educação, Cláudia Oliveira, destaca os bons resultados alcançados no primeiro ano de implementação. “A adoção de boas práticas no que se refere ao consumo de água e eletricidade dá resultado, sendo com satisfação que vemos que seis escolas atingiram o objetivo do primeiro ano do Pacto, algumas delas com reduções próximas dos 50%”, o que classifica como “extremamente positivo”. A autarca sublinha igualmente que “este resultado não seria possível sem a colaboração da comunidade escolar, não só os alunos, mas também os professores e auxiliares”, apelando a que se “mantenham os esforços para prosseguir no uso responsável de recursos”.

Desde fevereiro de 2023, altura em que o projeto foi implementado, que o município fez a monitorização, em contínuo, dos consumos de eletricidade e água nas escolas e jardins-de-infância de ambos os agrupamentos. Esta monitorização e a sinalização de algumas anomalias por parte da comunidade escolar, permitiram que se detetasse atempadamente algumas fugas até então desconhecidas e se procedesse à sua reparação. Os serviços de manutenção do município também instalaram redutores de caudais em todas as escolas e equipamentos que permitiam essa instalação e repararam algumas torneiras.

O projeto “Escola + Eficiente, Escola + Responsável” prolongar-se-á até ao final do ano letivo de 2024/2025.

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também