Orquestra Maré do Amanhã visitou Arouca

A orquestra brasileira Maré do Amanhã realizou dois concertos em Arouca. No passado dia 30 de julho, 23 jovens oriundos de uma favela do Rio de Janeiro atuaram pelas 15h na Igreja São Estevão, em Moldes, o pelas 19h na Praça Brandão de Vasconcelos. Arouca foi escolhida pois o maestro Armando Prazeres pretendeu honrar a vida e obra do seu pai, Carlos Eduardo Prazeres, que idealizou o projeto social que deu origem à orquestra e nasceu em Arouca.

Na sua primeira visita a Portugal, a orquestra Maré do Amanhã passou também por Sines, Lisboa e Porto, antes de vir a Arouca. Depois dos dois concertos no nosso concelho, atuará quatro vezes no início de agosto em Cascais. Trata-se de um projeto que começou com 26 alunos e, nos seus 13 anos, teve já impacto em 3500 jovens, apoiando-os financeiramente (através de bolsas de estudo) e também especializando-os nos seus talentos e vocações, tendo também 22 espaços educacionais no Complexo da Maré. Com um repertório eclético, (contendo Guns N’ Roses, Mozart, Bach, Anitta, Amália Rodrigues, entre outros estilos musicais), esta orquestra já conquistou grandes feitos, como ter sido eleita Património Cultural Imaterial do Rio de Janeiro, em 2013, ter dado um concerto no Vaticano para o Papa Francisco, em 2017, e também somando diversas participações em concertos, DVD’s e espetáculos.

Simão Duarte

Fotos:Carlos Pinho

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também