Com Arouca no coração…e na voz

Homenagem a Ruy de Carvalho

Foram três os momentos que pretenderam homenagear o ator Ruy de Carvalho no dia 16 de junho, precisamente no dia em que ocorriam os 25 anos em que a Câmara Municipal de Arouca lhe atribuiu, em 1998, a “chave de ouro do Município”, pela mão do seu Presidente de então, o Dr. Armando Zola.

Retratos contados

A homenagem a este “arouquense de coração”, como ele gosta de ser considerado, começou com a abertura de uma exposição fotográfica no Museu Municipal, intitulada “Retratos contados” e que contou, não só com a presença da atual presidente da Câmara, Drª Margarida Belém, como também do Dr. Armando Zola e do curador da mesma, Nelson Mateus.

A sessão de abertura iniciou-se com a assinatura, pela Presidente da Câmara e pelo ator, de um documento/cartaz que resume a grande ligação a Arouca deste ator que traz Arouca no coração e também na voz. Efetivamente, como referiu Margarida Belém, Ruy de Carvalho não se cansa de falar de Arouca, das suas belezas e da simpatia e hospitalidade do seu povo tão acolhedor.

“Tenho uma grande honra em pertencer à família arouquense” – vincou Ruy de Carvalho, após a assinatura. – Esta é a família que mais me marcou como homem e como pessoa – concluiu emocionado o ator.

Seguiu-se depois uma visita à exposição, durante a qual Ruy de Carvalho, sentado numa cadeira de rodas, para não se cansar, ia comentando as inúmeras fotos que assinalam uma retrospetiva da sua longa e rica vida, desde a sua infância, à família, ao casamento, aos colegas com quem trabalhou e às inúmeras peças a que deu vida com a sua versátil arte dramática, sobretudo no palco, mas também no cinema e na televisão. São 8 décadas de carreira registadas nesta viagem fotográfica ao passado de uma fecunda vida com 96 anos…e três meses, como ele divertidamente gostava de acrescentar.

A sessão da abertura desta exposição fotográfica terminou com um brinde ao homenageado, por todos os presentes, acompanhado com a degustação de produtos locais.

A exposição estará patente ao público até dia 23 de julho.

“Envelhecer no ativo”

Considerado um dos maiores nomes do teatro português, Ruy de Carvalho, com a bonita idade de 96 anos, é um exemplo notável de como envelhecer ativamente, tal como o foi o realizador Manuel de Oliveira.

Nesse sentido, ninguém melhor do que este ator para nos revelar os segredos de uma longa e bem produtiva longevidade. E foi o que aconteceu, nesse mesmo dia à noite, na Loja interativa de Turismo, numa tertúlia com Ruy de Carvalho, moderada por Nelson Mateus.

A iniciar a tertúlia, Cláudia Oliveira, vice-presidente da Câmara, afirmou que é um orgulho para todos dos arouquenses saber como Ruy de Carvalho meteu Arouca no seu coração e se apaixonou por esta terra.  E abrindo o tema da tertúlia afirmou que Rui de Carvalho “incentiva-nos a viver mais e melhor”. E sintetizou o segredo dessa longevidade ativa numa frase que é um dos lemas de vida do ator: “A vida deve ser um ato de amor e de entrega”.

Sob a condução de Nelson Mateus, Ruy de Carvalho evocou, então, muitos momentos da sua vida, quer familiar, quer profissional, alguns deles passados e vividos nesta terra que o acolheu como arouquense de coração.

Para demonstrar ainda a vitalidade e robustez do seu instrumento de trabalho, a sua voz, Ruy de Carvalho foi desafiado, pelo moderador da tertúlia, a recitar uma passagem do “Auto do Vaqueiro” de Gil Vicente. Tal momento surpreendeu todos os presentes, ao verificarem que, sem qualquer microfone, o ator encheu a plateia com a sua poderosa declamação.

Após algumas perguntas colocadas pela plateia, teve lugar a atuação do grupo coral da Academia Sénior que é também um exemplo vivo de como envelhecer ativamente em Arouca.

A tertúlia terminou com toda a plateia a aplaudir de pé e com uma prolongada salva de palmas este exemplo vivo de um profícuo envelhecimento ativo.

Eunice e Ruy – Viagem ao princípio

No dia seguinte, 17 de junho, dia em que Ruy de Carvalha fazia 69 anos de casamento com Ruth de Carvalho, já falecida em 2008, teve lugar na Loja Interativa de Turismo, o 3º momento desta homenagem arouquense a Ruy de Carvalho e que consistiu na projeção de um trabalho feito por Eunice Munoz e Ruy de Carvalho.

Trata-se de um documentário da RTP filmado em palcos históricos, como o Teatro Nacional D.Maria II, o Trindade e o Teatro Romano de Mérida e que nos dá a conhecer o extraordinário percurso destes dois grandes vultos do teatro português.

José Cerca

Foto: MA

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também