Espaço Trevo detetou três casos de violência doméstica em Arouca no ano passado

Estrutura de apoio que funciona no Gabinete Via Verde Social concelhio adiantou que em 2023 “ainda não houve nenhum novo caso”

No âmbito do Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado no passado dia 15 de junho, o DD decidiu perceber o que está a ser feito no concelho, nomeadamente pelo Município através do Gabinete de Apoio ao Arouquense “Idade Maior”, Associação Nacional de Gerontólogos (ANG), a equipa de apoio à Violência do ACES Feira/Arouca e o Espaço Trevo para diminuir e combater este flagelo.

Após contacto do nosso órgão de comunicação a autarquia afirma promover várias campanhas, em conjunto com a Associação Nacional de Gerentólogos (ANG), para sensibilizar a comunidade para a necessidade de estar alerta e denunciar casos de violência. “Este ano a campanha foi feita através da afixação de cartazes nos Paços do Concelho e no Painel Multimédia na entrada da Vila de Arouca”, adiantaram. Neste seguimento, no passado dia 15, em Arouca, “em parceria com a Equipa de Apoio à Violência do ACES Feira/Arouca”, foi promovida uma caminhada intergeracional, com o objetivo de sensibilizar a comunidade para os diferentes tipos de violência que podem ser exercidos sobre os mais velhos e informar a que instituições podem pedir ajuda e denunciar situações. Um dos locais é o Gabinete de Apoio ao Arouquense em Idade Maior. Este é um serviço de proximidade criado pelo Município de Arouca para apoiar e dar respostas aos seniores do concelho nas suas diversas necessidades individuais, destinado a pessoas maiores de 65 anos e aos seus familiares. No entanto este gabinete é apenas “um dos locais direcionados à população mais velha”. Mais especificamente, no que toca à “violência doméstica”, a Câmara de Arouca tem uma parceria com a “Casa dos Choupos-Espaço Trevo”, que dispõe de uma estrutura de apoio a vítimas de violência doméstica, com o objetivo de assegurar acompanhamento e intervenção rápida em situações de violência doméstica.

De acordo com informação fornecida pelo Espaço Trevo, ao DD, em 2022 foram acompanhados 3 casos de violência doméstica em Arouca com cidadãos maiores de 65 anos de idade, mas em 2023, até hoje, ainda não houve nenhum novo caso.

A CM de Arouca também diz que, ao longo dos próximos anos, serão implementadas uma série de ações para melhorar na área da acessibilidade, segurança e habitação, com o objetivo da “promoção da autonomia e melhoria da qualidade de vida da comunidade arouquense”.

Texto: Nuno Pinto

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também