Em junho “Os Romanos voltam a Arouca”

Programa da “Malafaia Romana MMXXIII” desenrola-se entre o dia 16 e 17 de junho e conta com muita diversão, degustação, oficinas e animação para os visitantes

O evento da iniciativa da Junta de Freguesia de Várzea, em parceria com o Centro de Arqueologia de Arouca e a Emcadeamentos-Associação para Promoção do Património Histórico-Cultural vai contar com a sua primeira edição este ano. Nesse sentido, o DD esteve à conversa com Humberto Mota, Presidente da Junta de Várzea (impulsionador do evento), e o arqueólogo António Manuel Silva (presidente do Centro de Arqueologia de Arouca) para saber tudo sobre o evento do qual esperam “uma enchente”.

Esta é “a primeira vez que se vai realizar em Arouca uma reconstituição histórica da época romana”, mais precisamente na freguesia de Várzea, que tem como “palco e motivo o sítio arqueológico da Malafaia, “há poucos anos reabilitado e aberto ao público”, explicaram os entrevistados.

“A freguesia de Várzea tem muito orgulho no sítio arqueológico da Malafaia, que aliás está simbolicamente representado no escudo heráldico da freguesia”, começou por referir o autarca Humberto Mota, esclarecendo que apesar das ruínas “terem sido conservadas e reabilitadas por iniciativa do Município e do Geopark Arouca, a junta entendeu que podia fazer “mais” para que o sítio fosse mais “visitado e conhecido”. A atividade que já estava a ser “pensada há alguns anos”, vai agora “avançar” com o “apoio do Centro de Arqueologia de Arouca”.

O sítio arqueológico da Malafaia foi “descoberto e escavado”, por arqueólogos do Centro de arqueologia “desde 1995”, tal explicou António Silva, acrescentando que quando o Presidente da Junta “os cativou e convidou” para este projeto, não podiam “deixar de colaborar”. A colaboração do centro passa por garantir que “a Malafaia Romana” decorra com “o máximo de rigor histórico”, mas sem deixar ter “diversão” e “boa disposição”. O facto de a associação ter a sua sede administrativa em Várzea, aumenta também a sua “responsabilidade, e “gosto” em “colaborar” com a autarquia local, para a “promoção” do “património arqueológico identificado nesta freguesia”.

“Desejamos oferecer rigor e qualidade a quem nos visitar”

“Esperamos receber visitantes de Arouca mas também de outras proveniências”, acrescentou HM, denotando que entendem existir uma “grande margem para potenciar culturalmente e turisticamente o sítio Arqueológico da Malafaia”.

“Pretendemos que a Malafaia Romana MMXXIII seja uma festa, para crianças e adultos, uma verdadeira festa familiar, para poder repetir nos próximos anos.”

Demarcando que não querem comparar-se a “festivais urbanos”, (tal como que decorreu recentemente em Braga), uma vez que os recursos são distintos, António Silva explicou que o vai existir ali “não é uma cidade romana”, mas sim uma “Malafaia”.

Segundo creem, o que existe no local em questão são, “as ruínas de uma pequena quinta, cujos proprietários viviam, certamente, da agricultura que praticavam nas terras do vale do Arda”, esclareceu o arqueólogo, acrescentado que isso está “muito mais próximo da identidade tradicional do povo de Arouca que outros eventos espalhados pelo país, ainda que, porventura, mais espetaculares.”  António Silva mais refere que quem for a Várzea nos dias 16 e 17 de junho “vai gostar e dar por bem empregue o seu tempo. Quem não vier… talvez se arrependa!”.

“Todo o programa é gratuito e de livre acesso”

Humberto Mota revelou também que o programa foi “bem” divulgado, nas escolas e “em locais públicos”, e que os visitantes vão contar com “diversão”, uma vez que “as crianças” estão no “centro do programa”.

“Os mais pequenos poderão sentir-se como um legionário romano, praticando tiro ao arco ou jogos de tabuleiro, por exemplo. Aliás, na antiga escola de Várzea vai ser instalado um acampamento romano. Haverá também uma oficina de tecelagem e degustação de uns petiscos à moda de Roma. Para todos, teremos porco no espeto, sopa de pedra, etc.” No entanto, o ponto alto será, como acrescentou HM, “o espetáculo” que na noite de sábado terá lugar no Sítio Arqueológico da Malafaia”, onde será exibido um cortejo noturno com archotes, um espetáculo romano (Homenagem a Ceres, a deusa romana da agricultura), que irá proporcionar aos presentes uma imagem do tempo dos romanos. O presidente da junta também confessou que esperam “uma grande enchente”, mas que a adesão vai ser “limitada à disponibilidade de espaço”.

Apesar de a iniciativa ter sido da autoria da Junta de Freguesia com o apoio do Centro de Arqueologia de Arouca, o Município de Arouca juntamente com o Arouca Geopark “logo que informados” manifestaram “toda a boa vontade e colaboração”, mencionou o autarca.

Não obstante, também tiveram a participação do “Grupo Desportivo e Recreativo de Várzea e de uma associação próxima, a Juventude de Sanguedo”, que vai acrescentar “animação” à festa. Por fim HM notou também como fundamental “a participação da associação Emcadeamentos, de Espinho, com uma “larga experiência e competência em recriações históricas, que será responsável pelos figurantes, trajes, adereços e oficinas.”

Texto: Ana Isabel Castro

Fotos: Carlos Pinho

Programa

16 de junho | Sexta-feira

Sede do Centro de Arqueologia de Arouca e do Grupo Desportivo e Recreativo de Várzea (antiga escola de Várzea)

19h30 | Abertura da Malafaia Romana 2023

20h00 | Inauguração do acampamento militar romano

20h30 | Sopa da pedra e vinho (grátis)

22h00 | Uma casa escondida na terra… arqueologia e história do «casal agrícola» da Malafaia

Entrevista «ilustrada» aos arqueólogos que dirigiram as escavações: Marta Correia, Luís Alexandre, António Manuel Silva, Paulo Lemos, Manuela Ribeiro e João Abreu

22h45 | Diversão romana

24h00 | Encerramento

17 de junho | Sábado

Sede do Centro de Arqueologia de Arouca e do Grupo Desportivo e Recreativo de Várzea (antiga escola de Várzea)

10h00 | Abertura do acampamento militar romano

10h30 | Marchas dos mini-legionários (crianças)

11h00 | Jogos romanos (crianças)

11h30 | Treino dos soldados (crianças)

14h30 | Abertura dos jogos romanos (crianças)

15h00 | Jogos de tabuleiros romanos (crianças)

15h30 | Torneio de tiro ao arco (crianças)

16h30 | Tecelagem romana (oficina)

17h00 | De re culinaria (degustação)

19h00 | Porto no espeto e vinho (grátis)

À noite, no Sítio Arqueológico da Malafaia | Assistência gratuita sujeita a inscrição

22h15 | Cortejo noturno com archotes

22h30 | Devotio ad Cererem (espetáculo romano)

23h30 | Cerimónia de encerramento.

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também