Montanhas mágicas acolhem o Festival Pés na Serra

Castelo de Paiva revelou o programa para dia 13 e 14 de maio

Neste início de maio, as comunidades de vários pontos remotos da região das Montanhas Mágicas juntar-se-ão para organizar o Festival Pés na Serra, um evento de base comunitária com entrada livre.

O festival, promovido pela ADRIMAG, visa celebrar a natureza, as comunidades das serras e as suas tradições e a iniciativa abraçará os sete concelhos das montanhas mágicas (Arouca, Castelo de Paiva, Castro Daire, Cinfães, São Pedro do Sul, Sever do Vouga e Vale de Cambra).

Em Castelo de Paiva, a organização apresentou a programação para o próximo fim de semana, no cenário da zona ribeirinha do Choupal, em Pedorido.

No dia 13 de maio, o evento começará às 14h30, com a atuação do grupo infantil “A música que vinha de dentro da mina”, às 15h00 regista-se a atuação da PT Dance Academy. Depois, às 16h30, haverá uma exibição da Academia de Defesa Pessoal de Castelo de Paiva e, às 17h, música ao vivo com Hugo Vasconcelos.

Já no domingo, dia 14, durante a tarde haverá a atuação do Grupo Musical “Coletivo Capela” e de um Rancho Folclórico Infantil e às 16h30 um momento gastronómico, com a degustação do Caldo Comunitário e uma Comédia de Rua com a Companhia Navio.

Durante a iniciativa, existirão também no local atividades dinâmicas no Núcleo de experiências Turísticas do Couto Mineiro do Pejão (inscrições no núcleo), assim como demonstrações e provas de infusões e ervas aromáticas locais — Sweet Green.  

O Festival Pés na Serra trará às Montanhas Mágicas, nomes como Tó Trips, Celina da Piedade e vários outros artistas nacionais. Haverá também caminhadas e passeios fotográficos, oficinas de artesanato e tradições, danças do mundo, mercados de produtos locais e biológicos, “vintage” e segunda mão, “land art”, oficinas de cerâmica e macramé, yoga, meditação e “jiu-jitsu” ao ar livre, bem como sessões de desenvolvimento pessoal.

No meio de todas estas atividades e animação, existirá também a possibilidade das crianças alimentarem cabritos e ovelhas dos rebanhos das Serras de Arada e da Freita e de serem pastores por umas horas.

O Festival terá também a vertente ambiental, com sessões sobre o papel dos rebanhos e das abelhas nos ecossistemas, a preocupação face às espécies invasoras e a utilização de madeira e cerâmica nos espaços de refeição, em vez de plástico.

sobre o autor
Ana Isabel Castro
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também