Arouca derrotado em casa frente ao Porto (0-1)

 

O único golo da partida foi marcado pelo central Marcano.

Numa partida que encerrou a 31ª primeira jornada da primeira Liga, o Arouca recebeu, ontem à noite, um FC Porto que mantém perseguição ao líder Benfica e sonha ainda com a revalidação do título.

Ambos os treinadores fizeram alterações nos onzes iniciais. O treinador dos azuis e brancos fez recuar Pepê para a posição de lateral direito e montou um meio campo com Grujic e Eustáquio, uma dupla que geralmente emerge nas raras vezes que o colombiano Uribe se ausenta da equipa. Já no Arouca, apesar da troca (também no meio campo) de Soro por Uri Busquets, a maior novidade viria a ser a entrada de Milovanov para o lugar do castigado Tiago Esgaio.

Os dragões justificaram o papel de favorito desde o apito inicial e entraram a mandar no jogo, assumindo o controlo total da partida durante os noventa minutos. O Arouca baixou muito as suas linhas e raramente pressionou, remetendo-se frequentemente ao seu meio campo defensivo.

Ainda assim, durante a primeira meia hora de jogo surgiu apenas um lance de relativo perigo, quando Taremi, após boa tabela com Otávio, fez um curto chapéu a Arruabarrena levando a bola a bater na barra.

O FC Porto tinha a iniciativa de jogo, mas mostrava-se incapaz de penetrar a bem organizada defesa do Arouca que ia tapando todos os caminhos para a sua baliza. 

O único golo do jogo surgiu já em cima do intervalo quando, após um canto da esquerda, a bola sobrou para Otávio que tirou um cruzamento teleguiado para a cabeça do espanhol Marcano.

No segundo tempo, o Arouca fez algumas alterações táticas e, embora sem grandes incidências na partida, tentou pressionar mais alto condicionando um pouco a saída dos dragões.

Com David Simão e Alan Ruiz uns furos abaixo do habitual, o ritmo do jogo permanecia baixo e os comandados de Armando Evangelista foram muito pouco objectivos, acabando por não incomodar o guarda-redes Diogo Costa por uma única vez ao longo de toda a partida.

Com este resultado, o FC Porto repõe a diferença de quatro pontos relativamente ao Benfica e mantém-se na luta pelo título. Já o Arouca, tem agora apenas um ponto de vantagem sobre o Guimarães, na disputa pelo 5º lugar, e vê o D. Chaves aproximar-se na luta pela Europa.

31ª Jornada | Estádio Municipal de Arouca

FC Arouca: Arruabarrena; Milovanov, Quaresma, Opoku, Galovic; David Simão ©, Soro, Alan Ruiz; Sylla, Antony, Rafa Mujica

Jogaram ainda: Arsénio, Michel, Lawal, Bruno Marques, Pedro Moreira.

Suplentes não utilizados: João Valido, Busquets, Velazquez, Yaw

Treinador: Armando Evangelista

Porto; Diogo Costa; Pepê, Wendell, Pepe, Marcano; Eustáquio, Grujic, Otávio, Galeno; Taremi, Evanilson

Jogaram ainda: Bernardo Folha, Namaso, André Franco, Gabriel Veron, Toni Martinez

Suplentes não utilizados: Claúdio Ramos, F. Cardoso, R. Conceição, Zaidu

Treinador: Sérgio Conceição

 

Texto: Luís Teixeira

 

Fotos: Pedro Fontes

 

sobre o autor
Alberto Pinho Gonçalves
Discurso Direto
Partilhe este artigo
Relacionados
Newsletter

Fique Sempre Informado!

Subscreva a nossa newsletter e receba notificações de novas publicações.

O envio da nossa newsletter é semanal.
Garantimos que nunca enviaremos publicidade ou spam para o seu e-mail.
Pode desinscrever-se a qualquer momento através do link de desinscrição na parte inferior de cada e-mail.

Veja também